12 outubro

Flak

Cineteatro Municipal

Flak

Gente de Cá | Música

Flak, pseudónimo de João Pires de Campos, é um músico e produtor português com uma carreira de mais de três décadas, que vive em Alfarim há 15 anos. Em 1983, fundou, juntamente com Xana e Alex Cortez, os Rádio Macau, banda com a qual editou oito discos e escreveu temas como Anzol, Amanhã é Sempre Longe Demais e Elevador da Glória. Em 2001 formou os Micro Audio Waves, com os quais viajou pela Europa e cujo disco No Waves foi considerado como um dos mais excitantes do ano pelo lendário John Peel da BBC Radio One. Fez parte dos Palma’s Gang nos anos 90 e produziu dezenas de discos, incluindo discos de Jorge Palma – entre eles Voo Noturno (dupla platina) –, GNR, Entre Aspas e dos próprios Rádio Macau, bem como de várias bandas emergentes.

Em 2017, Flak uniu forças com Benjamim (pseudónimo de Luís Nunes, também ele músico e produtor), tendo em vista a gravação de um digno sucessor do há muito esgotado álbum a solo (homónimo) lançado por Flak em 1998. O álbum novo - Cidade Fantástica – que, em grande parte foi composto em Alfarim, o único local onde Flak afirma conseguir escrever letras, foi gravado entre o seu antigo estúdio, na Rua do Olival (foi o último disco a ser gravado neste estúdio, depois de 30 anos em funcionamento) e o Estúdio Submarino, de Benjamim, e chegou às lojas em novembro de 2018. Deu origem a singles como Ao Sol da Manhã e Verão, e foi considerado um dos melhores discos nacionais de 2018 pela Antena 3 e pelos leitores da Blitz. Em 2019 Flak tem levado este disco para a estrada (destacando-se presenças em festivais como o Sol da Caparica, as Festas do Mar, em Cascais e o Rádio Faneca, em Ílhavo), com a sua super banda e um espetáculo ambicioso. 2019 ficará também marcado pela participação enquanto compositor no RTP Festival da Canção.

A não perder, no dia 12 de outubro, sábado, às 21.30h.

Bilhetes à venda.


Explorar outras categorias